“Mundo Negro” ganha capa do artista Matheus Reis

Rapper Axânt revelou a arte de EP que será lançado neste próximo mês, em julho

“A capa do álbum é muito importante, ainda mais nos dias de hoje que você vai passando pelo Spotify, pelas plataformas. Uma capa que chama atenção é muito importante”, disse o artista que assina a cara EP de Axânt, Mundo Negro.

A obra foi divulgada nessa quinta-feira, 25, nas redes sociais do rapper Axãnt, do Selo Setor Proibido.

De fato, as primeiras pistas para o Mundo Negro de Axânt não decepcionaram. Se você olhar mais de cinco segundos para a “obra de arte” consegue de leve imaginar suas punch lines e beats.

Quem assina o trabalho é o aspirante da cineasta, pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Matheus Reis. “O hip-hop é uma obra de arte. Primeiro temos que focar em trabalhar bem no conceito, conseguir absorver a ideia que o musico quer passar na música”. destacou.

E o seu quadro é a tradução da sua percepção artística sobre o conjunto de músicas de Axânt – crítico, intimista e misterioso.

Histórico

Não é de hoje que ele fecha parcerias com artistas em ascensão e de potencial. A arte “Antes do Outono Chegar, do VK, é dele. E vejam onde o mc chegou rs.

E Matheus ressalta que um trabalho tem toda a importância de um contexto histórico musical e todo o arranjo deve ser levado em consideração.

“Um álbum é um filho seu, colocou no mundo é para sempre. Eu não vejo a arte de capa separada do resto. Quando se cria um som f***, a capa tem que ser f***. Os dois precisam estar em equilibrio”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.